Livre das dívidas

Livre das dívidas

Sabemos que nem sempre é fácil controlar o nosso orçamento e, por vezes, é essa falta de controle que nos leva a contrair dívidas.

Quando damos conta os juros estão altos, e não sabemos por onde começar. O artigo de hoje vai ajudá-lo a não ter dívidas.

Confira as nossas dicas.

Aceitação:

Aceitar que temos valores em dívida, e não ignorar o problema é a palavra de ordem para vencer este problema. Por vezes quanto estamos endividados escondemos da nossa família, ou do nosso companheiro. Chegou a hora de abrir o jogo e tentar solucionar o problema.

Calcular a dívida:

Por vezes os juros são tantos e tão elevados que não sabemos o valor exato do que devemos. É importante que os valores estejam atualizados, e que saiba exatamente quanto deve, e a quantidade de parcelas em atraso.

Reveja seus gastos:

Anote todos os seus gastos mensais e veja o que dá para tirar do orçamento, e o que dá pra diminuir. O dinheiro que poupar vai para o pagamento das dívidas. Nesta fase é importante cortar o supérfluo para sair da dívida o mais rápido possível.

Priorize as que tem maiores taxas:

Priorizar as dívidas que possuem as maiores taxas de pagamento pode ajudar a pagar menos juros, e livrar-se de uma bola de neve.
Dica: às vezes as dívidas que possuem menores parcelas têm juros mais altos. Faça as contas.

Reforce a renda:

Arranjar um trabalho extra é também uma ajuda para pagar as dívidas. Seja online, ao fim-de-semana, ou até vendendo objetos que já não usa mais.

Renegocie:

Primeiramente faça contas para ver qual o valor que pode/consegue liquidar. Depois de avaliar o seu orçamento e saber quanto sobra no final do mês apresente uma proposta para pagar a dívida em parcelas, não deixando mais que corram juros sobre elas.

Reveja os seus hábitos:

Será que precisa do plano de internet mais caro?

Será que precisa do plano de televisão com máximo de canais?

Precisa de comprar roupa nova todos os meses?

Muitas vezes endividamo-nos porque não sabemos quais as escolhas acertadas que devemos fazer e de acordo com o nosso orçamento.

É importante estar consciente dos seus limites, e na hora de pagar as dívidas abrir mão de algumas coisas que não necessitamos é fundamental.

Pequenos gastos podem fazer a diferença.

Controle as suas despesas:

Mais importante do que ver-se livre das dívidas é não contraílas de novo. Por isso assim que se livrar das que tem adote novos hábitos, faça planos, use aplicativos, estabeleça limites e o mais importante, gaste menos do que ganha.

Sabemos o quanto é desanimador estar endividado, mas esperamos que após ler este artigo siga as nossas dicas e comece a organizar-se melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.