Cartão de crédito, será que devo pedir ?

É comum um marketing agressivo das instituições de crédito para promover os cartões de crédito, no entanto este produto bancário em particular tem umas taxas de juro que não são das mais baixas a nível de crédito, logo deve ponderar e analisar cuidadosamente se tem o perfil indicado para pedir um cartão de crédito.

Como analisar se deve ou não pedir um cartão de crédito

– Que uso vou dar ao  cartão ?

Se pensa pedir um cartão de crédito para pagar prestações de outros créditos ou para ser usado em compras banais, então aconselho seriamente a não pedir, porque a médio prazo estará com um elevado grau de endividamento no cartão e continuará com as outras prestações dos outros créditos por pagar, logo só aumentou o seu endividamento e taxa de esforço mensal

Conclusão : Nunca se deve pedir um cartão de crédito ou crédito pessoal para pagar outros créditos. Vai passar pelo efeito “bola de neve” e será cada vez mais difícil conseguir cumprir com todas as prestações. Se está aflito para conseguir honrar os seus compromissos bancários peça uma renegociação de créditos ou opte pelo crédito consolidado de forma a juntar todas as prestaçõs numa só e assim reduzir a taxa de esforço.

No segundo ponto ( pedir o cartão para compras banais ) relembro que a médio prazo estará a pagar mais pelas suas compras. Apesar de muitos cartões de crédito oferecerem carência de juros durante alguns dias, lembre-se que o futuro é imprevisível e uma situação financeira inesperada pode colocar em causa o pagamento da prestação.

Conclusão: Neste caso penso que o uso do cartão pode ser usado com moderação e respeitando os limites do seu orçamento mensal, mas caso não tenha o controle necessário ( compras por impulso ) o cartão de crédito pode a médio prazo ser uma dor de cabeça.

Então mas é bom ou mau ter um cartão de crédito?

Pode ser bom usado com bom sendo , porque permite efectuar um pagamento por exemplo numa situação inesperada com o intuito de liquidar no final do mês.

Também é bom no sentido de usufruir de descontos em lojas e serviços da qual têm parceria com a entidade bancária, mas isto aplica-se a quem tem um rigoroso controle financeiro, porque se começa a usar o cartão em compras de impulso a pensar ” eu depois pago, logo se vê “ verá que quando chegar a prestação para pagar vai ter um impacto significativo no seu orçamento mensal.

O cartão de crédito só é aprovado ( deve ser assim… ) a quem reuna os requisitos para o ter, nomeadamente rendimentos que suportem o pagamento em caso de uso do plafon atribuído.

Mas você mesmo pode fazer essa analise e com bom senso saberá se os seus rendimentos permitem ou não ter um cartão de crédito assim como se tem ou não a personalidade certa para ter um plafon no bolso pronto a usar..

Seja você próprio o seu melhor amigo!

5 erros comuns ao usar/ter o cartão de credito

1) Usar o cartão para pagamentos de outras prestações bancárias ou a própria prestação do cartão de crédito, isto é sinal que está endividado e aconselho a reestruturar os seus créditos, seja via crédito consolidado ou renegociação de créditos de forma a entrar em incumprimento e ficar com o nome “sujo” no Banco de Portugal.

2) Usar o cartão de forma irresponsável em compras desnecessárias não pensando que depois terá que pagar esses valores

3) Estar endividado e pedir um aumento de plafon para ser usado nas situações 1 e 2 entre outras. Não faça isso nunca porque se já está com dificuldades só estará a agravar a sua situação.

4)Verificar que vai entrar em incumprimento e não contactar a entidade responsável pelo cartão. Nunca faça isto porque se falar com o departamento pode chegar a um acordo de modo a não ficar com essa prestação em atraso.

5) Pedir um cartão de crédito para comprar carro, uso pessoal etc.. Não é aconselhável porque as taxas de um cartão de crédito são mais altas que um crédito automóvel ou pessoal. Apesar lhe parecer mais fácil/rápido optar pelo pedido de um cartão, seja sensato e tome a melhor opção pedindo um crédito adequado à situação para que pretende.

Podia enumerar mais alguns erros que são muito comuns, mas principalmente estes 5 são dos mais graves.

Resumindo este artigo o cartão de crédito para quem tem o perfil indicado e não ultrapasse a taxa de esforço recomendada, pode ser um aliado numa situação da qual não estava à espera como o pagamento de uma avaria no automóvel, usar em um mês em que exista mais despesas do que o habitual ( livros de escola, seguros etc.. ) …

Mas caso não se reveja nestas situações o seu uso pode implicar situações desagradáveis como aumentar a sua taxa de esforço desnecessáriamente, incumprimento bancário e pagamento de altos juros.

 

3 thoughts on “Cartão de crédito, será que devo pedir ?

  1. Nem mais, eu tenho cartão de crédito mas só o uso em caso de urgencia. Conheço pessoas que fazem quase tudo com o cartão de crédito e depois andam a contar tostões porque vem uma grande talhada no final do mês para pagar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.