Como pedir insolvência pessoal

Testemunho de insolvência

A insolvência pessoal pode tomar  duas vertentes, uma é a vertente negociável onde a pessoa tenta negociar um plano de pagamentos, o que pode não haver margem devido ao dinheiro que sobra após despesas necessárias, mesmo sendo uma negociação para agilizar o pagamento das dívidas, pode não haver acordo com os credores, restando ao devedor pedir a insolvência com a exoneração do passivo restante.

A exoneração do passivo restante tem as contrapartidas onde é liquidado os bens do devedor para compensar as dívidas, se a pessoa já entregou tudo o que tinha não fazia sentido o devedor ficar endividado o resto da dívida, inicia-se um período de iniciação de cessação de rendimentos, onde a pessoa voluntariamente entrega aquilo que pode o processo determine ( O juiz irá determinar esse valor consoante rendimentos versus despesas), valores acima do que necessita para viver, pode ser 2 salários mínimos por exemplo, tudo depende do agregado familiar e despesas que tenha.

Ao fim de 5 anos é todas as dívidas são perdoadas à excepção de dívidas ao fisco e pensão de alimentos, logo no final deste período tem um inicio de vida livre de dívidas e penhoras, e é por isso que a insolvência pessoal é um lufada de ar fresco para as famílias endividadas.

Neste vídeo do programa ” A tarde é sua” da TVI mostra um depoimento elucidativo do que a insolvência pessoal pode fazer ( de bom ) na vida de uma pessoa que está endividada e não tem meios para pagar as suas dívidas.

Nota: A qualidade do vídeo não é a melhor, mas dá para ver e perceber bem.

Fonte do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Nn5_-6x-Ndo

One thought on “Como pedir insolvência pessoal

  1. Olá,

    O meu marido teve uma empresa a qual fechou. Está a receber um subsídio de desemprego de 300 €.
    Restaram ainda dívidas às Finanças em nome da empresa, as quais está a liquidar em prestações.
    Gostaria de perguntar se o mesmo é obrigado a a fazer estes pagamentos, face ao valor mínimo de subsídio que recebe e à condição em que se encontra.
    Muito obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.